Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



...

Terça-feira, 18.04.06

Sinto-me um pouco cansada para escrever...

Além disso a catarse poética nem sempre funciona da forma mais positiva...

É verdade. Hoje,  pela primeira vez, deixo algo que não escrevi, embora gostasse muito de o ter feito.

Para pensar :

  "Depois de algum tempo aprendes a diferença, a subtil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E aprendes que amar não significa apoiar-se e que companhia nem sempre significa segurança. E começas a aprender que beijos não são contratos, presentes não são promessas.   E não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai ferir-te de vez em quando e precisas perdoá-la por isso.   Aprendes que falar pode aliviar dores emocionais.   Descobres que se leva anos para se construir confiança e apenas segundos para destrui-la, e que podes fazer coisas num instante, das quais te arrependerás pelo resto da vida.   Aprendes que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.   E o que importa não é o que tu tens na vida, mas quem tens na vida.   Descobres que as pessoas com quem mais te importas na vida são tiradas de ti muito depressa; por isso, sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vemos.   Aprendes que paciência requer muita prática.   Aprendes que quando estás com raiva tens o direito de estar com raiva, mas isso não dá o direito de seres cruel. Aprendes que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém. Algumas vezes, tens que aprender a perdoar-te a ti mesmo.   Aprendes que com a mesma severidade com que julgas, tu serás em, algum momento, condenado.   Aprendes que não importa em quantos pedaços teu coração foi partido, o mundo não pára para que o consertes. E, finalmente, aprendes que o tempo, não é algo que possa voltar para trás.   PORTANTO, planta o teu jardim e decora tua alma, ao invés de esperar que alguém te traga flores. E percebes que... Realmente podes suportar... que realmente és forte, e que podes ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais.  E que realmente a vida tem valor, e que tu tens valor diante da vida! E só nos faz perder o bem que poderíamos conquistar, o medo de tentar!"

   Shakespeare

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por ML às 10:51


1 comentário

De Pedro Melo a 18.04.2006 às 22:37

Esse "pedaço" de texto é maravilhoso!
É como se lembrasse que é preciso aprender a descobrir o Interior e o Exterior. É um alerta ao Aprender a Aprender...

;-)

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Abril 2006

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30





comentários recentes

  • poeta vagabundo

    ups era aqui:)o amanhã surge sempre...:)beijo vaga...

  • poeta vagabundo

    o amanhã surge sempre...beijo vagabundo

  • poeta vagabundo

    pois só o amanhã pode ser aquilo que tu desejas......

  • poeta vagabundo

    amanhã...beijo vagabundo

  • Fuazona

    Gosto demasiado da musica e do jogo a que pertence...

  • nm

    dá letra de canção

  • ALLmirante

    Muito apreciei tão talentosa composição. Deixo o r...

  • poeta_vagabundo

    o amor é bom,mas é ele que nos faz sofrer mais.......

  • Secreta

    Só o amor é capaz de milagres.Beijito.

  • Secreta

    O poema é lindo.Ninguém consegue feliz ao amar sem...


Posts mais comentados